FC Porto>Liga ZON
 
18:36 quinta, 5 de setembro de 2013
visto: 1370
 
 

Partilhe:

Mexicanos sem pressa no FC Porto

Diego Reyes e Héctor Herrera foram investimentos avultados do FC Porto, tendo o defesa-central custado 9,6 milhões de euros e o médio-centro cerca de 8 milhões, contudo, nem esses avultados valores de transferência tiram a paciência à dupla azteca, que entende que primeiro é preciso uma adaptação conveniente a esta nova realidade futebolística.

De facto, fora das primeiras opções nos primeiros jogos dos azuis-e-brancos, Diego Reyes mostrou-se conformado com a situação, até porque tem conversado com Paulo Fonseca e sabe quais são as ideias do técnico azul-e-branco para si. "O treinador disse-me que estou num processo de evolução, que tenho de me adaptar e aprender muito. Disse-me para não desanimar, para continuar a trabalhar da mesma forma e que lá chegará a oportunidade para me mostrar", reconheceu, à "TV Record", do México, antes de completar: "Sabia que tinha de me esforçar, que tinha concorrência grande, com jogadores muito bons, de renome. Sabia que isso me custaria trabalho, mas vai ajudar-me a melhorar como pessoa e jogador. Não tenho que ter motivos ou desculpas para não jogar. Qualquer jogador o quer, mas a decisão é do treinador. Quando quiser, estarei disponível", concluiu o defesa-central.

Herrera pensa igual

Tal como Diego Reyes, também Héctor Herrera tem ficado afastado das escolhas de Paulo Fonseca, tendo, inclusivamente, evoluído na equipa secundária do FC Porto, contudo, o médio está tranquilo. "Pouco a pouco, o treinador vai dar-me mais confiança e oportunidades. Estou contente porque me leva em linha de conta e confia em mim. Estou a adaptar-me rápido ao que ele pede", confessou, também à "TV Record".

Ainda assim, e ao contrário do compatriota, Herrera já foi utilizado na equipa principal dos azuis-e-brancos, tendo considerado essa uma estreia de sonho. "Primeiro, fiquei emocionado ao ser convocado para estar no grupo, estar no banco. Quando o treinador me chamou, fiquei feliz por ter minutos. Sei que foram poucos, mas posso ir melhorando para no dia de amanhã ganhar um lugar na equipa", atirou.

Com calma, mas esperando grande sucesso no futuro

A dupla mexicana está bastante tranquila nestes primeiros tempos ao serviço dos azuis-e-brancos, contudo, tal como admite Herrera, o grande objectivo passará sempre por obter um grande sucesso futuro no FC Porto. "É muito cedo para dizer que posso ser um símbolo do FC Porto, mas vim para isso. E trabalho para tal, para ser alguém importante na equipa. É óptimo poder cumprir o sonho de jogar na Europa e num clube grande", confessou "El Zorro".

Com um discurso semelhante, esteve Diego Reyes, que ainda espera dar muitas alegrias aos adeptos azuis-e-brancos. "Quero dar sempre o máximo, ter uma mentalidade positiva e ganhadora. Espero em breve estar a jogar para dar muitas alegrias aos adeptos", finalizou o futebolista conhecido por "El Flaco".

Texto: Redacção NF- RFF
Imagem: D.R.
Siga-nos no FACEBOOK.




 

Copyright © . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito de Notícias do Futebol. Consulte as condições legais de utilização.
Partilhe: